onnix@onnix.com.br

 

(51) 2136.7575

 

(Ouvidoria) 0800 7017576

 

Rua General Câmara, 243 Conj. 502 

Porto Alegre/RS - Brasil
google maps

Quem ganha e quem perde com a alta do dólar

A recente alta da moeda americana trouxe à tona a velha questão sobre quem ganha e quem perde com a valorização do dólar no Brasil. Quando ocorrem mudanças significativas no câmbio, sempre existem os favorecidos e os prejudicados.

O turista brasileiro no exterior sempre perde porque o câmbio usa o dólar como referência. Portanto, como o salário em real continua o mesmo, fica mais caro comprar dólar. Usar o cartão de crédito não fará diferença porque a cotação do dia da compra será usada para fazer a cobrança.

O preço das passagens também fica mais caro. Viajar pelo país se torna mais atraente, desde que não seja de avião porque a alta do dólar pode afetar o preço das passagens locais.

Além disso, produtos que possuem vários componentes cotados em dólar acabam ficando mais caros. Se a moeda americana subir em demasia, poderá afetar a inflação, o que repercutirá em toda a economia, provocando elevação generalizada de preços. Ou seja, ainda que a pessoa não viaje para o exterior, não compre produtos precificados pelo dólar ou sequer tenha cartão de crédito internacional, não significa que a elevação do dólar não irá afetá-la.

Se os produtos no exterior se tornam mais caros, a indústria nacional acaba se beneficiando, podendo, inclusive, gerar mais empregos para suprir a demanda interna. Sem contar com o aumento na vinda de turistas estrangeiros, principalmente americanos, que vêm gastar seus dólares no Brasil, aquecendo a economia das cidades turísticas.